Cinesioterapia

Desde a sua origem, a fisioterapia tem como base a cinesioterapia, ou seja, a terapia através do movimento corporal. Por meio de alongamentos musculares, exercícios passivos e ativos, posturas, dentre outras, busca-se melhorar ou restaurar a funcionalidade do paciente e prevenir disfunções. O programa de exercícios utilizados na fisioterapia é elaborado de forma individualizada, de acordo com as necessidades de cada paciente e com atividades funcionais que se assemelham às realizadas pelo indivíduo no seu dia-a-dia.

Segue abaixo alguns dos comprometimentos físicos que podem ser tratados com a cinesioterapia:

 

Musculoesqueléticos

  • Dor;
  • Fraqueza muscular;
  • Diminuição da resistência muscular à fadiga;
  • Limitação na amplitude de movimento;
  • Hipermobilidade articular;
  • Desequilíbrios musculares.

 

Neuromusculares

  • Dor;
  • Equilíbrio, estabilidade postural ou controle comprometidos;
  • Atraso no desenvolvimento motor;
  • Tônus anormal (hipotonia, hipertonia, distonia).

 

Cardiovasculares

  • Capacidade aeróbica diminuída;
  • Circulação comprometida (linfática, venosa, arterial);
  • Dor durante a atividade física (claudicação intermitente).